Vacina da Pfizer tem 95% de eficácia

A vacina contra o novo coronavírus da Pfizer apresentou eficácia em 95% dos voluntários. E se mostrou eficaz em todas as faixas etárias, inclusive na de idosos (94%), uma das mais vulneráveis pela queda natural da imunidade.

O imunizante da Pfizer, desenvolvido em parceria com a farmacêutica americana BioNTech, é a primeira vacina com testes totalmente concluídos. A dificuldade é que o imunizante necessita ficar refrigerado a  70ºC negativos, o que demandará uma logística complexa para ser aplicada em larga escala.

O Ministério da Saúde já informou que comprará lotes da primeira vacina que conseguir o registro na Anvisa. A CoronaVac, vacina da Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, produziu anticorpos contra a covid-19 em 97% dos participantes, de acordo com os resultados do último estudo divulgado.