Twitter suspende 70 mil contas ligadas à QAnon

Após o ataque ao Capitólio dos Estados Unidos, o Twitter suspendeu permanentemente mais de 70 mil contas que compartilhavam conteúdo da teoria da conspiração QAnon. A rede social afirmou que um único indivíduo chegava a operar várias contas.

O Twitter afirmou que os planos para mais protestos violentos aumentaram nos últimos dias e incluem um segundo ataque ao Capitólio e a edifícios do governo em 17 de janeiro. A teoria delirante da QAnon, de extrema direita, é que Trump está em uma guerra secreta contra um culto de “pedófilos adoradores de Satanás”. 

Pela primeira vez, as principais plataformas de mídia social tomaram medidas mais restritivas para impedir a propagação da violência. O Twitter já cancelou a conta de Trump. O Facebook e o Instagram suspenderam o perfil do presidente pelo menos até a posse do democrata Joe Biden.