Subnotificação é de 12 vezes no RS

Estudo da Universidade de Pelotas mostrou que, para cada caso confirmado de Covid-19 no Rio Grande do Sul, há 12 gaúchos não-notificados. 

A cada duas semanas, os pesquisadores visitam a casa de 4.500 pessoas em 9 cidades, para fazer o teste da doença. Foi assim que chegaram a esse índice de subnotificação.

Aplicado ao Brasil, o índice significa que haveria 1,62 milhão de pessoas contaminadas, em vez dos 135 mil registrados na sexta-feira, dia 11. Mas em breve saberemos com mais certeza. Na próxima semana, em parceria com o governo federal a UniPel aplicará o mesmo método, fazendo 33,2 mil testes em 133 municípios, informa o UOL.

Começaremos então a olhar para o tamanho do problema.

O Brasil está testando apenas profissionais de saúde e pessoas com sintomas ou que convivam com quem contraiu a doença. Isso é muito pouco. É preciso testar a população em geral, repetidas vezes, porque 4 em cada 5 pessoas não têm sintomas e transmitem o vírus para outras pessoas, que ficarão doentes.