Sputnik V tem eficácia de 91,6%

A vacina russa Sputnik V alcançou eficácia de 91,6% contra a covid-19, segundo resultados preliminares publicados na revista científica The Lancet. A vacina foi desenvolvida pelo instituto de pesquisa Gamaleya e alcançou eficácia de 100% contra casos moderados e graves. O imunizante teve eficácia de 91,8% em adultos com mais de 60 anos e nenhum efeito colateral sério foi observado.

A Anvisa deve modificar nesta quarta-feira (3) os requisitos para o uso emergencial das vacinas e não exigirá mais que o imunizante esteja com testes na fase 3 sendo realizados no Brasil. A mudança não retira a exigência de outros documentos pendentes pelo laboratório União Química. A empresa afirma ter capacidade de entregar 150 milhões de doses do imunizante até o final de 2021, sendo 10 milhões entregues já no primeiro trimestre.