Saneamento: Estados miram na iniciativa privada

Para atingir a universalização do saneamento proposta pelo novo marco legal do setor, os governos buscam atrair a iniciativa privada. O Distrito Federal mais 13 Estados ainda estão se estruturando, mas Alagoas, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul já realizaram os leilões.

No Nordeste, mais de seis Estados já lançaram ou estudam projetos de concessão ou PPPs. Mais de 20 municípios, consorciados ou não, também se mobilizam. As iniciativas devem injetar R$ 60 bilhões no setor, mas o País precisa em torno de R$ 700 bilhões em investimentos. Para isso, mais de R$ 50 bilhões teriam de ser alocados anualmente.

Em 2020, o segmento recebeu apenas R$ 14,4 bilhões, segundo levantamento da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base e do BNDES. Quase metade (46%) da população vive sem acesso à rede de esgoto e 16% sem água tratada.