Salários do funcionalismo engessam país

O Brasil é o 6º país que mais gasta com funcionalismo entre os 70 listados pelo Fundo Monetário Internacional. O país gastou 13,4% do PIB em 2018 com servidores públicos ativos e inativos. A Alemanha gasta 7,5%, apenas para comparar.

Mas o número de servidores públicos não é tão alto e representa apenas 12,5% do total de trabalhadores no país. A principal explicação para esta distorção está no valor elevado da remuneração dos funcionários do setor público federal, que é 67% maior do que no setor privado. 

Os dados são de um levantamento da Confederação Nacional da Indústria, que faz parte da campanha em defesa da reforma administrativa em tramitação no Congresso (PEC 32/2020). Para a entidade patronal, o peso do gasto com o funcionalismo é impeditivo para a realização dos investimentos públicos.