Redes sociais e TSE contra fake news nas eleições 2020

Para diminuir a desinformação nas eleições de 2020, WhatsApp, Facebook, Instagram, Google, YouTube, Twitter e TikTok fizeram parcerias com o Tribunal Superior Eleitoral para promover conteúdos oficiais e determinar o que será proibido.

O TSE proibiu telemarketing e disparo em massa de mensagens privadas pelo WhatsApp ou SMS e determinou diretrizes para a veiculação de publicidade on-line. Haverá também um selo de verificação de fatos para notícias que forem desmentidas no Google Busca, Notícias e Imagens. 

Um chatbot foi criado para tirar dúvidas dos eleitores. Será preciso adicionar o número +55 61 9637-1078 na lista de contatos do Whatsapp ou acessar o link wa.me/556196371078. No feed do Facebook, a ferramenta “Megafone” traz informações sobre eleições e medidas de segurança e sanitárias para o dia da votação.