Prisão em 2.ª instância ganha apoio no Congresso

Acreditem se quiser, mas a cada dia que passa aumentam as chances do Congresso mudar o entendimento atual e permitir a prisão após decisão judicial de segunda instância. 

Desde que o STF (Supremo Tribunal Federal) declarou que a segunda instância ainda não seria suficiente para mandar alguém para a prisão, possibilitando a soltura do ex-presidente Lula, os deputados e senadores têm sido pressionados a mudar a lei. 

Uma PEC (proposta de emenda constitucional) sobre o tema está andando na Câmara. Já passou pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e será apreciada em comissão especial. 

O que mudou? Importantes e influentes lideranças da Câmara passaram a comunicar informalmente nesta semana que estão a favor do projeto. Provavelmente, chegaram à conclusão de que será impossível fazer a sociedade esquecer do assunto.

Para os Realistas, o sinal é claro: o assunto voltará à pauta com força em 2020.