Presidente do Twitter lamenta ter bloqueado a conta de Trump

O presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, disse na última quarta-feira (13) que não sente orgulho em banir Donald Trump de sua rede, mas acredita que essa foi a decisão correta. A conta do republicano foi bloqueada permanentemente na última sexta-feira (8) porque seus posts recentes incitavam a violência.

Dorsey disse que sua decisão abre um precedente perigoso para a internet e que o poder de um indivíduo ou corporação sobre uma conversa pública precisa ser repensado. Ele defendeu que uma alternativa descentralizada seria a melhor opção para uma internet livre e aberta e citou o Bitcoin como exemplo de tecnologia que não é controlada ou influenciada por um único indivíduo ou entidade.

Facebook e Instagram bloquearam a conta de Trump por tempo indeterminado. YouTube suspendeu o canal do republicano por pelo menos 7 dias. Snapchat e Twitch desabilitaram a conta do presidente.