PIX e Facebook Pay

O mercado brasileiro terá em breve novas soluções tecnológicas para facilitar as operações do dia a dia. O PIX, criado pelo Banco Central, e o Facebook Pay vão ajudar o comércio na retomada pós-pandemia. 

Com o Facebook Pay, será permitido enviar até R$ 1 mil por transação pelas mensagens do Whatsapp. Terá limite de 20 operações por dia e um máximo de R$ 5 mil por mês, sem cobrança de taxas. Para empresas, o WhatsApp Business não limitará o valor, nem a quantidade de transações. Mas será cobrada uma taxa de 3,99%. A função terá parceria da Cielo e aguarda liberação do BC para começar a operar.

Com estreia prevista para 16 de novembro, o PIX substituirá pagamentos com cartões de débito e boletos. Além disso, transferências serão ilimitadas e instantâneas para pessoas físicas ou jurídicas entre contas corrente, poupança ou de pagamento, 24h por dia e 7 dias por semana, o que nos faz imaginar qual será o futuro dos DOCs e TEDs. As instituições deverão disponibilizar essa modalidade em suas plataformas. O Facebook Pay também pretende disponibilizar o PIX em sua base.