Mourão escalado para clássico com Argentina

Depois de o governo confirmar que não iria ninguém do primeiro escalão, presidente decide mandar seu vice Hamilton Mourão para a Argentina.

Afinal, vai o Mourão. Depois de o governo confirmar que não iria ninguém do primeiro escalão para a posse nessa terça-feira de Alberto Fernández na Argentina, o presidente Jair Bolsonaro decidiu escalar o seu vice, Hamilton Mourão, para o clássico sul-americano.

Mourão embarca nesta noite para Buenos Aires.

Melhor assim. A Argentina é importante demais para azedar dessa maneira as relações. E Mourão é um craque. Saberá transmitir o descontentamento brasileiro com as provocações de Fernández, em sua campanha “Lula livre”, e ao mesmo tempo desintoxicar as relações. 

Os rebeldes sem causa do futuro governo argentino, Alberto Fernández e sua vice, Cristina Kirchner, só precisam de um pouco de limites.