Milhões de CPFs roubados circulam na web

O maior vazamento de dados registrado no País foi descoberto pelo sistema de segurança da PSafe na terça-feira (19). Todos os brasileiros devem ficar atentos para movimentações financeiras suspeitas, como compras em cartões de crédito, formação de dívidas, venda de patrimônio, como imóveis e carros. Especialistas recomendam que, caso algo anormal aconteça, seja feito um boletim de ocorrência, citando o vazamento de dados.

O vazamento inclui 223 milhões de CPFs (incluindo de pessoas que já morreram), 40 milhões de CNPJs, 104 milhões de registros de veículos, contas bancárias, escolaridade, título de eleitor, Imposto de Renda e até biometria facial. A suspeita é de que a base de dados venha do Serasa Experian, mas a empresa nega a invasão e investiga o caso. A identidade do criminoso é desconhecida, mas os dados roubados já circulam em fóruns privados e na deep web.