Mais mulheres na política

Para evitar problemas com a Justiça Eleitoral, partidos estão capacitando mais mulheres para as disputas municipais deste ano, segundo a Folha de S.Paulo. Pré-candidatas a prefeitas e vereadoras assistem a aulas sobre regras eleitorais, disputas políticas e estratégias de marketing eleitoral. Com a pandemia do novo coronavírus, os cursos são online.

Nas últimas eleições, o TSE obrigou as legendas a utilizarem 30% dos recursos do fundo eleitoral com candidatas mulheres. Mas o pleito de 2018 acabou marcado por escândalos relacionados a falsas candidaturas femininas.

As mulheres compõem 52% do eleitorado brasileiro, mas estão longe de conseguir se eleger na mesma proporção dos homens. Hoje, dos 513 deputados, apenas 76 são do sexo feminino. E há somente 12 mulheres entre os 81 parlamentares no Senado. Sem iniciativas de apoio e capacitação à candidatura de mulheres não iremos aumentar a representatividade feminina na política.