Mais controle sobre facções, menos homicídios

Homicídios tiveram queda em todo o país, mas a vigilância sobre o assunto, precisa ser mantida.

Os homicídios tiveram queda de 19% em 2019. É o menor número desde 2007, quando o Fórum Brasileiro de Segurança Pública começou a fazer essa contagem. Em todo o país houve 41.635 assassinatos no ano passado, contra 51.558 em 2018. Na contagem estão os homicídios dolosos, lesões corporais que resultaram em óbito e latrocínios (roubo seguido de morte).

A boa notícia é que houve menos homicídios em todos os estados. As maiores quedas foram no Ceará e Roraima, que eram campeões em homicídios por 100 mil habitantes, com redução de 30%. Mas o Núcleo de Estudos da Violência da USP chama atenção para o aumento de assassinatos em nove estados, no último trimestre, um alerta para que os números não voltem aos patamares anteriores.

Algumas razões para a redução, segundo especialistas ouvidos pelo portal G1: reorganização do tráfico de drogas e maior controle sobre chefes de facções que estão presos, liderança de governadores pós-eleições que venderam a segurança pública aos eleitores – a queda nos homicídios tem ocorrido no primeiro ano das gestões estaduais – e  mais estados mantendo políticas de segurança consistentes, como São Paulo, Paraíba, Espírito Santo, Distrito Federal, além do trabalho conjunto das forças de segurança federais, estaduais e municipais.