Isabelle: inspiração para meninas negras e pobres

Aos 16 anos, Isabelle lidera iniciativa para incentivar meninas a estudar mostrando o potencial que existe em tantas crianças e adolescentes periféricas.

Isabelle Cristina é uma moça negra nascida no Grajaú, na periferia de São Paulo. Aos 5 anos, ela se destacava na escola. Sua mãe, Regiane Cruz, criou coragem e foi pedir uma bolsa de estudos em um colégio particular. O colégio examinou as notas da menina e topou. Mãe e filha, que na época moravam em Mogi das Cruzes, mudaram-se para São Paulo, para Isabelle vir estudar no colégio.

No ano passado, aos 15 anos, Isabelle apresentou um projeto no Technovation, concurso internacional de aplicativos com impacto social criados por pré-adolescentes. Ela desenvolveu um app para pessoas que sofrem de escoliose e chegou às semifinais da competição.

Hoje com 16 anos, lidera o projeto “Meninas Negras”, que usa plataformas de vídeo como o Hangouts do Google e o Skype para incentivar meninas negras da periferia a estudar e a disputar bolsas em colégios particulares de São Paulo. Mais de 30 meninas já responderam à iniciativa. Isabelle também dá palestras, com patrocínio do Google, conta reportagem do UOL.

A história inspiradora de Isabelle mostra o potencial que existe guardado em tantas crianças e adolescentes de baixa renda do Brasil. Tudo o que eles precisam é de formação e oportunidade.