IPCA de 4,52% é a maior alta desde 2016

O IPCA encerrou 2020 em alta de 4,52%, pressionado pelo preço dos alimentos e bebidas, divulgou o IBGE nesta terça-feira (12). É a maior inflação anual desde 2016 e acima do centro da meta (4%). O índice poderia ficar entre 2,5% e 5,5%, de acordo com a meta oficial estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional.

Os preços dos alimentos e bebidas tiveram alta de 14,09% e responderam por quase metade da inflação, com um impacto de 2,73% sobre o índice geral. O segundo maior impacto veio da habitação, que registrou alta de 5,25% no ano. Em seguida, os artigos de residência acumularam elevação de 6%.

O mercado financeiro reviu a previsão de inflação para 2021, passando de 3,32% para 3,34%. A meta central para este ano será de 3,75%. A projeção para a Selic é de 3,25% no fim de 2021 e de 4,75% para o próximo ano.