Inflação quase dobra para os mais pobres 

A inflação dos mais pobres passou de 0,54% para 1,0% em novembro na comparação com o ano passado, um aumento de 85%, segundo o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda. No grupo da renda alta, o aumento foi de 48%, passando de 0,43% para 0,63%.

A alta nos preços dos alimentos representou 75% da inflação das pessoas de renda muito baixa. Alimentação e bebidas respondem por 28% do orçamento desse grupo, praticamente o dobro do peso para os mais ricos. Ao mesmo tempo, houve a desaceleração da inflação dos serviços, o que explica por que a inflação variou tanto entre as diferentes faixas de renda.

A inflação acumulada em 12 meses está em 5,80% para os mais pobres e 2,69% para os mais ricos. Aqueles com ganho maior que R$ 16.509,66 representam o único segmento que registrou desaceleração da inflação de outubro (0,82%) para novembro (0,63%).