Imóveis comerciais desocupados

O número de imóveis comerciais vagos aumentou durante a pandemia e essa tendência deve permanecer neste ano. A taxa de vacância, que calcula o percentual de imóveis vazios, estava em 13,3% no 1º trimestre de 2020 e finalizou com 17,3% no 4º trimestre, segundo a consultoria Buildings.

Os números refletem duas realidades. Empresas devolveram seus escritórios por questões financeiras ou se adaptaram bem ao home office. Em novembro, 7,3 milhões de brasileiros ainda trabalhavam de forma remota, segundo o IBGE.

Com mais imóveis comerciais vagos, devoluções e aumento da inadimplência, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários da Bolsa encerrou 2020 com variação negativa de 11%.