Hidroxicloroquina: chegou a cura?

O teste clínico que tem deixado todos animados foi feito na França com 26 pacientes

Médicos e cientistas de vários países estão otimistas com o tratamento da Covid-19 com um antigo remédio usado para o tratamento da malária. Os testes in vitro são muito promissores, mas os testes com pacientes ainda são inconclusivos.

O teste clínico que tem deixado todos animados foi feito na França com 26 pacientes, onde 6 deixaram o tratamento no meio e os 20 restantes foram “curados” segundo os autores do estudo. O problema é que, como descrito pelo site Questão de Ciência, “Um estudo de teste clínico, para aprovar um medicamento, deve ser randomizado (pacientes distribuídos ao acaso nos grupos), duplo-cego (nem pacientes nem investigadores sabem quem tomou remédio e quem engoliu placebo), com grupo placebo (um grupo deve receber uma pílula inerte), e deve-se utilizar um número adequado de pacientes. Esse artigo viola simplesmente todos os critérios de qualidade exigidos para a boa pesquisa médica.“

Isso quer dizer que a hidroxicloroquina não funciona? Não, isso quer dizer que ainda não podemos dizer se funciona ou não. E nesse ponto os otimistas vão sentir um alívio no peito e os pessimistas um aperto. Nós aqui somos otimistas, mas vamos esperar que a ciência faça a sua parte. Se não for esse, será outro. Até lá, ficamos em casa, lavando as mãos e trazendo para vocês a melhor informação possível.