Guedes: política paralisa privatizações

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que as amarras políticas estão bloqueando a agenda de privatizações. Mesmo com os escândalos de corrupção nas estatais, a população ainda está presa a uma visão de mundo ultrapassada, disse o ministro em uma palestra na segunda-feira (26).

Para Guedes, o escândalo da Petrobras, o mensalão nos Correios e os desvios na Caixa deviam ter sido suficientes para que a população percebesse que a governança está equivocada e que dificulta a prosperidade de um país rico em recursos naturais.

A saída de Salim Mattar, ex-secretário de Desestatização, na visão de Paulo Guedes, se deu por causa do establishment. Mattar culpou o sistema e o próprio presidente Jair Bolsonaro pela demora nas vendas das estatais. O fato é que o ministro demorou a entender que governo não faz o que quer, mas que precisa negociar, fazer política. Antes tarde do que nunca.