Fique em casa!

O seu isolamento é um ato de solidariedade a outro brasileiro que, neste momento, precisa de sua ajuda. Se você é ou tem parentes idosos, a atenção deve ser redobrada e o isolamento social, rigoroso. Tudo isso, claro, se você não tiver febre e tosse. Se tiver, procure um médico.

A despeito da insensatez de alguns que teimam em minimizar os efeitos e males dessa nova doença, basta olhar para o mundo e constatar o mal que tem causado na vida das pessoas. Ruas desertas, escolas fechadas, pessoas cantando nas sacadas para espantar o medo e a solidão, médicos tendo que escolher quem vive ou quem morre por falta de leitos e aparelhos de oxigênio. Prevenção não é alarmismo. É aquilo que os sensatos fazem para evitar que os alarmistas se provem certos.