EUA retornará à OMS e ao Acordo de Paris

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta quarta-feira (20), o retorno dos EUA à OMS (Organização Mundial da Saúde) e ao Acordo de Paris para o Clima. Também foi anunciada a reversão de medidas como a construção do muro na fronteira com o México e o veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos.

Em um comunicado, Biden informou que não vai agir apenas para reverter os danos causados pelo governo de Donald Trump, mas também fará o país crescer. O novo presidente prometeu vacinar 100 milhões de pessoas nos primeiros 100 dias de governo para frear o impacto econômico e social causado pela pandemia.