Esgoto privado, água com o Estado

BNDES acha que concessão de esgoto é mais rentável para o mercado e pode destravar o marco legal do saneamento no Congresso.

O BNDES vai sugerir que os estados fiquem com a gestão do fornecimento de água e que o esgoto fique a cargo da iniciativa privada, por meio de concessões, de acordo com a Folha de S.Paulo. 

Essa divisão está prevista no modelo de saneamento que o banco está montando com governos de alguns estados.

O presidente do BNDES, Ricardo Montezano, defende que o modelo sugerido é mais atraente para investidores.

Os trabalhos já estão em andamento no Acre, no Amapá e em Alagoas, que deve realizar o primeiro leilão de lotes em abril.