Escolaridade dos pais é determinante

Em um grupo de 100 pessoas com pais sem instrução, a maioria conclui o ensino fundamental e apenas 4 ou 5 (4,7%) concluem o ensino superior, segundo estudo do economista Paulo Tafner, fundador do Instituto de Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS).

O grau de escolaridade dos pais é fator determinante para a ascensão social dos filhos. As barreiras educacionais, de saúde e de assistência social continuam, mesmo com programas de transferência de renda. E essa situação se agrava na população negra.

É um círculo vicioso que depende de ação direta do estado para que seja rompido. Apesar da frequência com que se ouve das autoridades que “educação é prioridade”, o fato é que não é e nem nunca foi, nem neste, nem nos governos anteriores.