Empresários querem manter subsídios em SP

Empresários e industriais querem postergar o corte de subsídios, e sugeriram uma proposta alternativa para o fim da isenção do ICMS. Eles defendem que as empresas sofrerão forte impacto com o fim do auxílio emergencial e pleiteiam a prorrogação do benefício por quatro meses para seis setores (alimentos, borracha, aço, saúde, embalagens e autopeças).

São Paulo anunciou o ajuste fiscal e a reforma administrativa em outubro de 2020 e espera um aumento de R$ 7 bilhões na arrecadação para cobrir um déficit estimado de R$ 10,4 bilhões. Os aumentos passam a valer nesta sexta-feira (15). Uma reunião entre a equipe do governo e os empresários deve acontecer hoje.