El Cid e a morte da civilidade

Instalou-se em Sobral um teatro de absurdos 

Cid Gomes, senador licenciado e ex-governador do Ceará, avança com uma retroescavadeira sobre PMs amotinados e é alvejado por 2 tiros disparados da multidão mascarada.

Policiais militares não podem fazer greve. É inconstitucional. Muito menos se aquartelarem em motim impedindo o uso dos equipamentos e instalações da PM. Ninguém pode, muito menos um senador, investir contra uma multidão usando uma retroescavadeira, com risco iminente de mortes por atropelamento, pisoteamento e pânico. E atirar no peito é atirar para matar, tiro vindo de alguém cuja missão é proteger a vida.

São tantas atitudes deploráveis e criminosas que é impossível não ficar estupefato com o teatro absurdo que se instalou em Sobral. É a nau dos insensatos.