Dois modelos para diminuir uma vergonha nacional

BNDES prepara modelos para PPPs e concessões na área de saneamento

As concessões de saneamento estão sendo planejadas em dois modelos. No Rio de Janeiro e em Alagoas a captação e tratamento da água continuam com os estados, mas a distribuição e a coleta e tratamento do esgoto, com as concessionárias. No Acre e no Amapá a concessão será total (água e esgoto).

Para o Rio, a previsão é de que o leilão aconteça em novembro. O Rio Grande do Sul e a prefeitura de Porto Alegre também já negociam com o BNDES.

Como as concessões de saneamento não são frequentes, poucas pessoas dentro da administração pública têm experiência no processo, o que dificulta o andamento, explicou um executivo do banco ao jornal Valor. 

De acordo com o BNDES, o Brasil tem várias PPPs na área de saneamento, mas poucas são de valores significativos, acima de um R$ 1 bilhão. Para atrair investidores internacionais o BNDES vai ter uma plataforma digital com detalhamento sobre as concessões, detalhes do projeto e questões regulatórias.