Dexametasona para covid-19

Um novo estudo aponta que a dexametasona é a primeira droga que, comprovadamente, reduz as taxas de mortalidade da covid-19 para pacientes em estado grave. A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira (16) por cientistas da Universidade de Oxford.

O medicamento é um corticóide barato amplamente utilizado para reduzir inflamações de outras doenças, como asma, reumatismo e artrite. Sua utilização reduziu em cerca de um terço a mortalidade dos pacientes que precisavam de respiradores e em um quinto para aqueles com suporte de oxigênio. Entre os pacientes que não precisavam de auxílio respiratório, não houve benefício com o tratamento de dexametasona.

Segundo os pesquisadores de Oxford, os resultados completos serão divulgados em breve. O Reino Unido confirmou que vai incluir a dexametasona no tratamento da covid-19, conforme anunciou o ministro da Saúde, Matt Hancock. A OMS ainda não se pronunciou a respeito do medicamento.