CoronaVac tem eficácia global de 50,38% e isso é bom

A CoronaVac apresentou eficácia global de 50,38% nos testes realizados no Brasil, segundo o Instituto Butantan. O índice aponta a capacidade de proteção da vacina em todos os casos (leves, moderados ou graves). Anvisa e OMS recomendam eficácia mínima de 50%. 

A taxa de 78% apresentada anteriormente pelo Instituto Butantan demonstra a capacidade de prevenção para os casos com necessidade de intervenção médica, mas sem hospitalização. A eficácia de 100% contra contaminações graves não foi contabilizada porque esses casos representam um número pequeno entre todos os voluntários.

O que importa: entre os voluntários contaminados, a maioria teve sintomas leves e nenhum precisou ser hospitalizado, ou seja, fim dos hospitais lotados e redução dramática do número de mortes.