Conscientização e jornalismo profissional reduzem fake news

A democratização do acesso ao jornalismo profissional e campanhas de conscientização sobre informações falsas reduzem a credibilidade das fake news entre a população, mostra pesquisa acadêmica de cientistas políticos das universidades da Carolina do Norte – Charlotte (EUA) e das Federais de Minas Gerais (UFMG) e Pernambuco (UFPE).

Com semelhanças aos métodos dos testes de vacinas, dois grupos de 500 pessoas foram testados ao lerem notícias falsas. Apenas um deles recebeu três meses de assinatura gratuita da Folha e conteúdos sobre checagem de informações. O grupo que teve maior acesso à informação revelou 25% menos chances de acreditar nos conteúdos falsos. 

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o coordenador do Centro de Pesquisas de Mídia e Internet do Ibmec-SP, Marco Antonio da Costa Sabino, destacou a necessidade de uma educação básica em conteúdo midiático para que a população seja sempre crítica ao que está lendo, independentemente da origem do conteúdo, do viés ou da ideologia.