Chinesa Huawei será liberada para o leilão do 5G

A multinacional chinesa Huawei está liberada para o leilão do 5G aqui no Brasil, segundo a minuta preliminar do edital. O governo de Jair Bolsonaro tentava limitar a atuação da empresa para se alinhar aos EUA na disputa contra a China, mas não encontrou meios legais para impedir a participação dos chineses. A ameaça de retaliação de Pequim em relação aos insumos e vacinas contra a covid-19 também pesou nesse recuo.

A Anatel afirmou para o Estadão que não tem competência para impor vetos a equipamentos com base em argumentos de segurança nacional. O órgão vai deliberar sobre o edital em reunião agendada para segunda-feira (1). Se aprovada, a minuta seguirá para análise do Tribunal de Contas da União (TCU).