China começou vacinação em julho

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou que profissionais de saúde e trabalhadores que atuam nas fronteiras começaram a ser vacinados em 22 de julho contra o novo coronavírus. O teste, em larga escala, é com a vacina produzida pela Sinopharm, que prometeu entregar uma vacina segura e eficaz até o final do ano. 

O diretor da Comissão, Zheng Zhongwei, afirmou que a vacinação atende às leis chinesas e que cada pessoa imunizada autorizou a aplicação. O governo monitora os possíveis efeitos colaterais como medida de segurança. Profissionais de transporte, serviços e comércio de alimentos também serão imunizados.

A vacina da Sinopharm ainda não foi liberada para ensaios clínicos em solo brasileiro. Os chineses estão em estágio avançado nessas pesquisas. A fórmula da CoronaVac, da Sinovac Biotech, é uma das mais promissoras do mundo e tem parceria com o Instituto Butantan. A Ad5-nCOV, da CanSino, é testada pelas Forças Armadas da China e está em negociação com o Brasil.