ChAdOx1 chega ao Brasil

Já chegou ao país o primeiro lote da vacina para a covid-19 da Universidade de Oxford que será testada em 2 mil brasileiros. Durante as próximas 3 semanas será aplicada em voluntários do Rio de Janeiro e São Paulo. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido que irá iniciar os testes. 

Nossa expertise epidemiológica é respeitada no mundo acadêmico. Somos referência mundial em vacinação e controle de doenças infecciosas, como a aids, por exemplo. Nossos técnicos e pesquisadores são experientes e têm muito a contribuir no esforço de combate à doença. O apoio da Fundação Lemann para a Unifesp em São Paulo e da Rede D’Or São Luiz no Rio de Janeiro, que irão custear a pesquisa no Brasil, também foi importante. De nada adiantaria toda a expertise se não tivéssemos como bancar o estudo. 

Outra razão para os testes serem feitos no Brasil é que a doença por aqui ainda está em crescimento. Nos países onde a doença já está controlada ou em vias de, os resultados seriam prejudicados pela redução do contágio conquistado pelas medidas não farmacológicas, como o isolamento social, uso de máscaras e higiene reforçada.

Os voluntários para o teste serão selecionados entre profissionais de saúde da linha de frente de combate à covid-19 ou adultos até 55 anos que estejam também em alta exposição ao vírus e que ainda não contraíram a doença. 

Guarde esse nome: ChAdOx1. É assim que a vacina de Oxford é chamada. Hoje, é nossa maior esperança.