Câmara parte pra cima das fake news

A Câmara dos Deputados criou uma ferramenta para checar notícias falsas. Tanto parlamentares como cidadãos comuns podem enviar perguntas sobre se uma notícia relacionada à Câmara é verdadeira ou falsa. 

As perguntas poderão ser mandadas pelo WhatsApp +55 61 99660-2003. Também está disponível uma página no portal da Câmara para ver o que tem sido carimbado pela equipe da Câmara como “fato”, “falso” ou “impreciso”. 

O Ministério da Saúde também tem um serviço assim, que completou um ano em agosto. Nesse período, o Canal Saúde sem Fake News esclareceu 11,5 mil das 12,2 mil dúvidas encaminhadas pelo WhatsApp +55 61 99289-4640. Não faltam lendas e mentiras envolvendo a saúde, a começar pelas vacinas.

As iniciativas são super importantes e deveriam ser imitadas por todos os órgãos públicos, associações empresariais, sindicatos, conselhos profissionais, universidades e ONGs. O acesso fácil à informação é um direito básico dos cidadãos. E o desmonte das fake news é fundamental para proteger nossa democracia. 

A nossa capacidade de verificar as informações ainda é muito menor do que a produção diária de mentiras. O fato, a verdade, é o ponto de partida para tomarmos boas decisões.