Argentina: Bolsonaro ouviu Rodrigo Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, alertou sobre o risco de "fechar a porta" com a Argentina e foi ouvido pelo presidente Bolsonaro.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi ouvido pelo presidente Jair Bolsonaro, ao voltar atrás e decidir enviar seu vice, Hamilton Mourão, para a posse do novo governo na Argentina, nesta terça-feira.

Bolsonaro disse na noite desta segunda-feira que conversou com alguns ministros e com Rodrigo Maia, e foi alertado para o risco de a decisão de não enviar ninguém valer como um sinal de que o Brasil estava “fechando as portas para a Argentina”. 

Maia esteve na quinta-feira em Buenos Aires com o novo presidente argentino, Alberto Fernández, que enviou uma mensagem de “respeito e apreço” por Bolsonaro. 

A notícia é triplamente boa: 1) as relações com a Argentina são importantes demais para sofrerem por causa das diferenças ideológicas com Fernández e sua vice, Cristina Kirchner; 2) Mourão é a pessoa certa para enquadrar os “hermanos” com elegância e firmeza; 3) o diálogo de Bolsonaro com Maia é até mais importante que com a própria Argentina.