Anvisa autoriza uso emergencial de vacinas

A Anvisa aprovou as regras para a autorização do uso emergencial das vacinas contra a  covid-19. A concessão segue o modelo utilizado nos EUA, Reino Unido e Canadá. Vale apenas durante a pandemia ou até a vacina receber o registro definitivo.

Quatro laboratórios realizam testes de fase 3 no Brasil: Pfizer, AstraZeneca, Johnson e Sinovac. O pedido deve ser feito pela empresa desenvolvedora, que deverá comprovar a qualidade do imunizante. A vacina só poderá ser distribuída gratuitamente no sistema público de saúde e a fase 3 dos testes deve estar em andamento no Brasil.

Com a Lei Covid, a Anvisa terá 72 horas para liberar automaticamente a vacina que tiver registro nos EUA, Japão, Europa ou China. Com a decisão, foi dada a largada para a vacinação nos brasileiros, já iniciada em países como Reino Unido, Canadá, Emirados Árabes e Rússia.