716 mil empresas fechadas

Das 1,3 milhão de empresas que encerraram as atividades na primeira quinzena de junho, 716 mil informaram que não reabrirão mais as portas. E pelo menos 522,7 mil (40%) fecharam por causa da pandemia do novo coronavírus.

Os dados são da pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas, do IBGE. Os empreendedores já vinham enfrentando dificuldades com o quadro econômico antes mesmo da pandemia. Ao olhar detalhes da pesquisa, ficam mais evidentes as dificuldades que as micro e pequenas empresas do país enfrentam para recorrer aos pacotes de socorro do governo. Só 13% delas tiveram acesso ao auxílio federal para pagar empregados. Resultado: um terço das empresas tiveram de demitir.

O impacto da crise foi pior para o setor de serviços, o maior gerador de empregos do país. Entre as empresas que encerraram definitivamente suas atividades, 715 mil são de menor porte, com até 49 empregados. O restante, 1,2 mil empresas, têm de 49 a 500 empregados e são consideradas intermediárias. Nenhuma era de grande porte. Entre as 2,7 milhões de empresas que permaneceram em atividade, 70% informaram que a pandemia teve impacto negativo sobre os negócios, 16,2% um efeito pequeno ou inexistente e para apenas 13,6% houve melhora da situação.